O Brasil não tem povo, apenas público Jornal A TARDE

Publicação no Jornal A TARDE 25/05/2021 –

O Brasil não tem povo, apenas público


Devido à escassez de líderes e de políticos que defendam os interesses coletivos, o Brasil pede clemencia aos eleitores a partir das próximas eleições de 02 de outubro de 2022, considerando que toda e qualquer decisão das condições de vida da população e do crescimento do País, dependem de decisões políticas que são deliberadas pelos políticos nos Poderes Legislativo e Executivo.

O local do exercício de cidadania e consciência política é na URNA. CPI DO ELEITOR É O VOTO CONSCIENTE PARA RECONSTRUÇÃO DO BRASIL, EXPURGANDO OS PÉSSIMOS POLÍTICOS. ELEITOR VOCÊ PRECISA DAR VALOR AO SEU VOTO.

O cidadão precisa deixar também de reclamar da ineficácia de governos e ir para urna escolher bem os seus representantes políticos. A sociedade não é vitima é a culpada. Reclama do governo e se esquece de que quem colocou os políticos lá foi ela própria. “Mudar dói. Continuar como está: dói escolha uma das dores e pare de reclamar e nada muda se você eleitor não mudar”. O eleitor tem o dever moral de observar a história familiar, profissional, política e as propostas, para então decidir por votar no candidato que terá um mandato de quatro anos, representando a coisa pública e sua família. Um alerta para os eleitores que votam de forma manipuladora, em branco, nulo e abstém o voto, quem não gosta de política é governado por quem gosta. “Muito do que nos leva ao sofrimento é a ignorância”. Monja Coen

É nítido que a maquina pública está comprometida, devido as negociatas políticas com o (CENTRÃO) em todos os governos. Todo dia, ao vivo e em cores a mídia trata de reformas, corrupção e de corruptos. Se pararmos para pensar, no final das contas, é a sociedade que financia toda essa corrupção com os altos tributos recolhidos aos cofres públicos. O momento é de reflexão eleitor, visto que a cada dois reais desviados é um litro de leite que está sendo tirado das crianças nas escolas nos municípios, sem levar em consideração a educação que está deseducada, a saúde que está doente e a segurança que está insegura, assegurados na Constituição.

O Brasil está pedindo socorro aos eleitores para limpar a administração dos maus políticos e servidores públicos que estão contribuindo para a volta da fome, miséria, desemprego, retrocesso econômico, desigualdades sociais, inflação desenfreada e tantos desmandos praticados contra a cidadania.

Finalizo este artigo com três frases de grandes Mestres: “O Brasil não tem povo, apenas público. Povo luta por seus direitos, público só assiste de camarote.” Lima Barreto “Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles.” Rui Barbosa e “A ÚNICA COISA QUE METE MEDO EM POLÍTICO É O POVO NA RUA”. Ulisses Guimarães


Alderico SenaEspecialista em Gestão de Pessoas, Coordenador de Pessoal da Assembleia Estadual Constituinte de 1989, Ex- Assessor Parlamentar do Deputado Estadual Zezito Pena e Ex- Vice Presidente da Executiva Municipal de Salvador do PDT – Partido Democrático Trabalhista - www.aldericosena.com

Arquivos Recentes