O analfabeto político

3 Oct 2018

 

“O pior analfabeto, é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, não participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida,
O preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio, depende das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política.
Não sabe o imbecil, que da sua ignorância nasce à prostituta,
O menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos
Que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e o espoliador, das empresas nacionais e multinacionais”. Bertolt Brecht.

Eleitor, quem não gosta de política é governado por quem gosta. Dia 07 de outubro é especial para o eleitor responder nas urnas se quer reconstruir o Brasil com o voto consciente. Não vote em branco e nem nulo para não passar cheque em branco e assim eleger ou reeleger políticos descompromissados com as questões nacionais. A República Federativa do Brasil constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana; os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político.

Como poderemos ser uma sociedade livre, justa e solidária para garantir o desenvolvimento nacional, se cada eleitor não exercer a sua cidadania, visando os destinos de municípios, estado e União e para a geração de emprego, trabalho, renda e maior arrecadação de tributos para o crescimento do País? São direitos sociais da sociedade em retorno aos impostos, educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, transporte, lazer, segurança, saneamento básico e tantos outros serviços amparados na Constituição. Cada cidadão tem o direito de viver, de ser livre, de ser respeitado, não sofrer preconceito por causa do seu sexo, de sua cor, da sua origem, ou por qualquer outra causa. Esses direitos são invioláveis e não podem ser tirados de ninguém. É importante lembrar que como cidadão não tem somente direito, têm também deveres de defender a pátria, de preservar a natureza e de fazer cumprir as leis, visando o bem comum de todos.

 A sociedade precisa saber que o servidor público tem o dever de prestar serviços de qualidade à população, considerando que as atribuições do servidor público é servir bem o público com respeito, ética profissional e dignidade para preservar a Instituição que serve. Ser cidadão é cumprir seus deveres civis e políticos para prevalecer os seus direitos, visando o crescimento e o desenvolvimento do Brasil. CPI do eleitor é o voto consciente. Cidadão, não seja um analfabeto político. É hora de ação. Seja a mudança eleitor! “O cidadão que não conhece os seus direitos, não tem o direito de lutar por eles”. Rui Barbosa.

ALDERICO SENA – Especialista em Gestão de Pessoas e Coordenador da Assembleia Estadual Constituinte da Bahia 1989 - aldericosena@gmail.com

 

Please reload

Arquivos Recentes

January 21, 2020

Please reload