Reflexão entre Ser e Ter é preciso – Noticia Livre

Reflexão entre Ser e Ter é preciso – Alderico Sena

Dezembro 11, 2020 Redação


“De gênio e louco todo mundo tem um pouco” Augusto Cury

LEI QUE RESOLVE MUITOS PROBLEMAS: LEI-TURA. SABER CRIA FUTURO!

O CIDADÃO PRECISA APRENDER A SER, PARA DEPOIS TER.


Parece que eu já previa o que estava por vir com o comportamento da humanidade em pleno Século XXI. Em 1988 quando fui candidato a Vereador por Salvador criei o Slogan Vote no Ser e não no Ter e também quando escrevi os artigos sob os títulos: O Brasil carece de valores morais e de lideranças, publicado, Tribuna da Bahia em 16 de junho de 2011. A sociedade é cruel com ela mesma, publicado em 2012, Notícia Livre. Humano ser desumano, Jornal A Tarde, 27 de dezembro de 2017 e A desestruturação familiar e educacional publicado, Jornal A Tarde em 13 de setembro de 2018.

A sociedade está sendo cruel com ela mesma, devido à falta de educação e as atitudes praticadas contra a natureza, animais e ao próximo. A falta também de consciência da cidadania e dos políticos, considerando que toda e qualquer decisão é política é que a educação está deseducada, a saúde está doente, a segurança está insegura, devido a inversão de valores do cidadão, do péssimo nível de escolha dos políticos e o pior de tudo são os Três Poderes Constituídos desacreditado pela sociedade, devido a não obediência aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, imparcialidade, dentre outros atos ilegais e imorais aos princípios na defesa da administração pública pelos representantes do povo. O desemprego, a pobreza, a fome, a miséria, a violência e as desigualdades sociais vêm crescendo, sem que a sociedade perceba. Só que todo este retrocesso socioeconômico e cultural que atravessamos atinge toda a sociedade.

A humanidade precisa rever seus conceitos e procurar fazer uma reflexão entre Ser e Ter. “Não existe o exercício do direito, da justiça e da equidade sem a prática de normas éticas a orientar o comportamento. Devemos respeitar o espaço e os direitos

alheios, da mesma forma como desejamos que os nossos sejam respeitados”.

Quando a ética orienta o comportamento da pessoa, incluindo tanto a esfera pública quanto a particular, situações como essas não acontecem. Porque a ética não está limitada somente ao conjunto de regras, mas se sobressai imponente como código de conduta aprendido na convivência social.

Ser ético significa relacionar-se com os outros de maneira respeitosa, pois o ideal ético fundamenta-se em uma vida social igualitária e justa, ou seja, a ética tem como pedra angular o bem coletivo.

Ser ético é um dever do cidadão! Pois é com a participação de todos que poderemos transformar e reconstruir um mundo melhor para às gerações que virão! A diferença entre Ser e Ter é que o Ser é o que você é, é o que você acredita, são suas crenças. As crenças formam sua identidade e tem caráter altamente subjetivo. Já o Ter são ideias, o Ter é exterior a nós, é algo desejado, ou não, que quando adquiridos mudam, moldam o Ser.

Quem cria e descria qualquer coisa é o ser humano. Enquanto nossas ideias nascem da dúvida e permanecem nela, as nossas crenças nascem da ausência dela.

O Ser tem ligação direta com a moral, sendo a ética a moral coletiva. O conjunto dos “Seres” formam o que é chamado de ética. Agora veja que a ética muda com o tempo e de sociedade para sociedade. Tudo isso porque os “Seres” mudam com o tempo e mudando o Ser, como consequência, há a mudança do que vem ou não a ser ético.

É engraçado como julgamos tudo e todos pelo nosso Ser. Definimos o sucesso ou fracasso de um indivíduo pelo nosso Ser. Mas quem somos nós para fazermos isso? Mal somos capazes de julgar a nós mesmos. É comum alguém dizer: “Ele não pode ser feliz assim”. Por quê? De acordo com o Ser de quem analisa não pode mesmo, mas o Ser do outro não é igual ao seu. A frase mais correta seria: “Eu não seria feliz dessa maneira”.

A atitude ética, ao contrário, é includente, tolerante e solidária: não apenas aceita, mas também valoriza e reforça a pluralidade e a diversidade, porque plural e diversa é a condição humana. A falta de ética instaura um estado de guerra, desagregação, exclusão e contribui para o crescimento, da violência, do desemprego, fome, miséria e desigualdades sociais. A falta de ética do cidadão ameaça a humanidade, a natureza, os animais e o País.

Uma mensagem para reflexão de todos cidadãos entre o SER e o ter:

“LUXO – Fizeram-nos acreditar que luxo era o raro, era o caro, o exclusivo, tudo aquilo que nos parecia inalcançável. Agora nos damos conta que luxo eram essas pequenas coisas que não sabíamos valorizar: luxo é estar são. Luxo é não pisar em um hospital. Luxo é passear pela orla do mar. Luxo é poder sair na rua e respirar sem máscara. Luxo é poder reunir-se com toda a família, com amigos. Luxo são os olhares. Luxo são os abraços e beijos. Luxo é desfrutar cada amanhecer. Luxo é o privilégio de amar e estar vivo. Tudo isso é um luxo e não sabíamos! (Anônimo)”.

A vacina está chegando, mas só venceremos a COVID-19 com educação, consciência e cooperação. “uso de máscara, lavar as mãos e o distanciamento social”, visando a proteção de todos cidadãos!


Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas e Master em Autoconhecimento e Desenvolvimento Humano – Avatar Wizard – Star’s Edge International – Orlando/Florida – EUA – www.aldericosena.com


Arquivos Recentes