top of page

Pilares para o crescimento do País III - 17 de julho, 2023 Redação - Noticia Livre


Colunistas Destaques – Alderico Sena

“Sustentabilidade econômica no Brasil.

Apesar das barreiras para diminuir a geração de resíduos e adotar a economia circular, o país está relativamente avançado no segmento de energia.

Isso porque a produção energética é composta, em sua maioria, por uma fonte limpa e renovável: a hídrica.

Embora não sejam a opção mais inteligente – pois a nação dispõe de alto potencial solar e eólico, escolhas com menor impacto para os ecossistemas -, as hidrelétricas dispensam o uso de combustíveis fósseis, evitando a emissão de toneladas de gases poluentes como o CO2.

Esse e outros gases de efeito estufa (GEE) contribuem para a concentração de calor na atmosfera, reforçando o aquecimento global – um dos vilões para a vida terrestre.

Já no que tange ao consumo energético, os biocombustíveis são outro avanço evidente brasileiro, com destaque para o etanol gerado da cana de açúcar.

Nesse contexto, a exigência legal de que o combustível seja adicionado à gasolina foi um dos motores para a criação e expansão de um mercado para o álcool, impulsionando sua comercialização em todo o país.

No entanto, se analisarmos a abundância de recursos naturais, biodiversidade e criatividade em território nacional, fica claro que há um espaço enorme para ações de desenvolvimento econômico sustentável.

O uso de mais fontes de biomassa, fora a cana de açúcar, representa parte dessa capacidade, somada à produção de energia através de uma matriz variada e fortalecida por fontes alternativas, diminuindo a dependência das hidrelétricas.

Assim, fatores como a falta de chuvas não levarão mais a crises hídricas, além da prevenção de mudanças nos ecossistemas, que ocorrem para aumentar quedas e produtividade das hidrelétricas.

Dono de um capital natural invejável, o Brasil tem condições de se tornar uma potência ambiental se apostar em dinâmicas sustentáveis.

As 5 Vantagens Da Sustentabilidade Econômica

Mais acima, falamos sobre algumas vantagens de apostar na sustentabilidade econômica, que é um dos pilares para atingir o desenvolvimento sustentável.

Meio ambiente, sociedade em geral, governos e empresas são beneficiados com a adoção dessa estratégia.

Neste tópico, ressaltamos as vantagens para as organizações, inspiradas pela publicação do Sebrae sobre o tema.

  1. Maior Economia Financeira A Médio E Longo Prazo

Nas primeiras semanas ou meses, priorizar a sustentabilidade econômica implica em investimentos para adequar os processos da companhia às necessidades sociais e ambientais.

Contudo, esse investimento representa economia para o futuro, pois reduz a dependência de recursos esgotáveis e dinâmicas não sustentáveis como a lógica linear – que descarta os produtos rapidamente, sem aproveitar todo o seu potencial.

  1. Aumento De Lucros E Redução De Riscos

Medidas de combate à poluição e melhoria da eficiência ambiental de produtos e processos têm efeitos na lucratividade do negócio.

Após cobrirem os investimentos em infraestrutura, os ganhos com essas transformações se traduzem em maior produtividade, em especial pela diluição de riscos de acidentes ambientais, por exemplo.

O esforço pela sustentabilidade econômica também eleva a conformidade da empresa quanto à legislação vigente, afastando a possibilidade de multas e outras perdas para o orçamento.

  1. Melhora Da Imagem Perante Cidadãos E Consumidores

Uma companhia que se dedica a essa estratégia mostra ter responsabilidade sociale com os ecossistemas terrestres.

Como essas pautas estão em alta junto aos consumidores – cada vez mais bem informados e empoderados -, a imagem e a reputação da empresa são beneficiadas.

  1. Obtenção De Ganhos Indiretos

Não podemos esquecer que a sustentabilidade econômica disponibiliza um meio ambiente preservado, maior desenvolvimento econômico e a garantia de qualidade de vida para as futuras gerações.

Ou seja, ao investir no desenvolvimento sustentável, estamos iniciando um ciclo virtuoso com benefícios para todos, incluindo nós mesmos, familiares e amigos.

  1. Vantagem Competitiva Em Relação Aos Seus Concorrentes

Uma organização que se adapta e se torna sustentável obtém grande vantagem competitiva em relação a concorrentes que ainda não se atentaram para essa questão.

A combinação entre lucratividade, eficiência e boa reputação aumenta suas chances de conquistar, fidelizar clientese atingir o sucesso.

Quais são os principais desafios da Sustentabilidade Econômica?

Na atualidade, podemos dizer que o maior desafio é a conscientização sobre o assunto, que ainda é visto com certa desconfiança quanto às suas vantagens, tanto por governos quanto por empresários e cidadãos.

Dessa visão vêm atitudes destrutivas como poluição, descarte incorreto de resíduos e desmatamento, sobrecarregando o meio ambiente com materiais que demoram centenas ou até milhares de anos para se decompor.

É urgente mudar essa perspectiva e corrigir a rota que essas instituições vêm tomando, pois, se o cenário de hoje se estender, logo não haverá recursos naturais suficientes para atender à demanda do mercado.

A sustentabilidade econômica é uma das pernas que compõem o tripé do desenvolvimento sustentável, caminho traçado para conduzir o planeta à sustentabilidade.

Atualmente, esse é um objetivo urgente para a manutenção da vida em todo o mundo, sem que a humidade seja forçada a abandonar padrões de conforto e progressos.

Para que se torne real, esse propósito necessita da colaboração de todos, mudando a forma de consumir e produzir energia e insumos.

Governos têm poder de persuasão e capacidade para tomar a dianteira das mudanças, enquanto empresas podem começar com novos hábitos dentro de suas dependências. “


“PRESERVAR A NATUREZA É PRESERVAR A VIDA”


Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas e Ex- Gerente de Fomento da CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral – site: www.aldericosena.com

Comments


bottom of page