top of page

Os Pilares da Consciência Negra estão na educação e na política - Notícia Livre

COLUNISTASDESTAQUES – Alderico Sena



Senhores cidadãos, estão escritos na Constituição da República Federativa do Brasil nos artigos 1º Incisos I, II e III; a soberania, a cidadania   e a dignidade da pessoa humana; Parágrafo único – “Todo o poder emana do povo que o exerce por meio de representantes eleitos diretamente, nos termos da Constituição. O Artigo 3º Inciso IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Art. 5º “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza ….”

Bem na qualidade de ex-Diretor da SECNEB – Sociedade de Estudos da Cultura Negra no Brasil e filho de descendentes africano e Indiana, defendo que a Consciência Negra está na educação pública de qualidade, organização, união e participação nas entidades que lhes representam. A criação de um Partido político e a consciência política do negro para coibir a discriminação, preconceito e a injúria são Pilares de fundamentais importância, caso contrário a vida continuará sendo um mundo RACISTA, é só interpretar o sentido da frase do Mestre Educador Anísio Teixeira. “Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública”. Educação não é cara.

 

Cara é a ignorância.  Educação forma cidadão!

Sendo o segundo maior país do mundo com população negra (atrás apenas da Nigéria), o Brasil é um território que possui grande diversidade cultural, étnica e social. Porém, esta mesma diversidade não aparece em alguns lugares, como, por exemplo, na política. Como está o índice de negros em cargos políticos no Brasil?Os eleitos pela população em cada eleição, como Presidente, governadores, Prefeitos, Senadores, deputados Estadual, Federal e Vereadores são eleitos com maioria de votos da população negra e quantos NEGROS SÃO ELEITOS PELOS ELEITORES NEGROS PARA REPRESENTAR A NEGRITUDE NAS CASAS LEGISLATIVAS E NOS PODERES EXECUTIVO? É só pesquisar nos 5.570 municípios, nos 26 Estados e no Distrito Federal a quantidade de NEGROS NOS PODERES CONSTITUIDOS. NESTE CASO A DISCRIMINAÇÃO E A FALTA DE CONSCIÊNCIA É DE QUEM? APRENDI EM CASA UMA LINDA FRASE: “QUEM QUER RESPEITO SE RESPEITA”.


Já os cargos de nomeação, como o nome diz, são aqueles designados ou nomeados pelo Presidente da República, Governadores e Prefeitos, dificilmente a representatividade negra em cargos políticos compõe o staff. Em nível do STF – Supremo Tribunal Federal, foi nomeado pela primeira vez um negro Joaquim Barbosa e que representou a negritude muito bem com autonomia, isenção e imparcialidade.


Quando candidatos negros disputam uma eleição enfrentam uma série de dificuldades para manter uma campanha, devido a maioria possuir pouca estrutura financeira, face o Sistema ser cruel para os menos favorecidos. Além disso, a ausência de representantes negros dificulta a luta no combate a discriminação, injuria e preconceitos contra o cidadão negro.


É no Poder Legislativo que o negro deve estar inserido para defender a inclusão da raça negra no mercado de trabalho e buscar as alternativas para conter o feminicídio a violência da criança, da mulher, do jovem e do idoso.

A população precisa entender que a solução do RACISMO está na EDUCAÇÃO E NA POLÍTICA, considerando que é na política que se decidem os destinos do país e as condições de vida da população.


Por tudo que relatei defendo a criação do PNB – PARTIDO DA NEGRITUDE BRASILEIRA COMO O PONTAPÉ INICIAL!  QUERER É PODER! SEJA A MUDANÇA!


Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas e Ex- Diretor da SECNEB – Sociedade de Estudos da Cultura Negra no Brasil – aldericosena@gmail.com 

 

Kommentare


bottom of page