top of page

O Brasil pede socorro a Sociedade Civil Organizada 30 de junho, 2024  Notícia Livre

COLUNISTA DESTAQUE Alderico Sena


Viva o 2 de julho e a independência da Bahia e do Brasil!

Sigamos o exemplo de AYRTON SENNA “EU AJUDO A CONSTRUIR UM BRASIL MELHOR.”


Quem tem o dever cívico de salvar o Brasil e de mudar os vícios, corrupção, impunidade e a imoralidade contra a coisa pública praticada no país são os eleitores, considerando que A CPI do eleitor é o voto consciente na urna a 2 em 2 anos nas eleições, PORQUE É NA ÁREA DO GOVERNO QUE SE DECIDEM OS DESTINOS DO PAÍS E AS CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO. Essa verdade está clarificada na conhecida observação de BRECHT: O PIOR ANALFABETO É O ANALFABETO POLÍTICO”. É só pesquisar, ler e reagir na URNA. O momento é de reflexão e ação e não de omissão e parem de reclamar dos políticos e governantes.


É preocupante que a Velha Guarda que lutou pela democracia esteja indo embora sem renovação de LIDERANÇAS.


“O maior ataque às instituições da República desde que o Brasil voltou a ser uma democracia completou um ano. Em 2023, o 8 de janeiro foi um domingo que pôs à prova os Três Poderes.”

 “Por que defender a democracia é um desafio que se renova todos os dias? Defender a democracia é um desafio constante, pois enfrenta ameaças e obstáculos variados. Alguns desses desafios incluem:

Autoritarismo e Populismo: O avanço dessas tendências pode minar os valores democráticos, restringindo a liberdade individual em nome da segurança ou do bem comum. Disseminação de Notícias Falsas: A propagação de informações incorretas nas redes sociais prejudica a confiança na democracia e dificulta a tomada de decisões informadas. Compromisso Contínuo: A democracia não é estática; ela se constrói diariamente. Manter esse sistema depende do compromisso de todos os membros da sociedade.

Memória Histórica: Lembrar os períodos autoritários e ditatoriais é essencial para evitar sua repetição. 

Em resumo, proteger a democracia requer vigilância, educação cívica e ação contínua para preservar os valores fundamentais que a sustentam.”

A política foi transformada em politicagem, manipulada e controlada pelo PODER E CAPITAL. Representantes do povo eleitos com raríssimas exceções defendem com coerência, autenticidade e independência os interesses coletivos e do país. Exemplo mais claro do que a atuação do CENTRÃO no Congresso Nacional há décadas, é só avaliar o PROJETO DE LEI DO ESTUPRO, PEC DA ANISTIA DE DÍVIDAS DE PARTIDOS, dentre outras imoralidades que tramitam na CASA.

Em 03 de fevereiro de 2011 foi publicado na Tribuna da Bahia o artigo que escrevi: CINCO “BRASIS” EM UM, visto a cultura discriminatória com as Regiões Norte e NORDESTE. É preciso acabar essa discriminação, porque são nessas Regiões que está a maioria das riquezas naturais, geográficas e culturais do Brasil.

Considerando as riquezas das Regiões, propôs aos Parlamentares, conforme publicação no Notícia Livre em 04 de abril de 2013 a criação da FRENPNOR – Frente Parlamentar do Norte e Nordeste, considerando que juntos reunimos 16 Estados, sendo 9 do Nordeste e 7 do Norte que juntos formariam uma maioria de parlamentares em termos de VOTOS para conquistar a respeitabilidade e o crescimento das Regiões do Norte e Nordeste.

Povo brasileiro leia o que Ulysses Guimarães escreveu: “A ÚNICA COISA QUE METE MEDO EM POLÍTICO É O POVO NA RUA” É HORA DE AÇÃO E NÃO DE OMISSÃO!

O Brasil pede socorro a Sociedade Civil Organizada com o objetivo dos “poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios cumprirem aos princípios de legalidade, impessoalidade e moralidade na administração pública direta, indireta ou fundacional, constante no artigo 37º da

Constituição da República Federativa do Brasil”.

Analisando alguns artigos da Constituição Federal, confesso que o cidadão brasileiro só tem DEVERES EM PAGAR IMPOSTOS ao governo mais sem a contrapartida na qualidade de prestação de serviços, principalmente nas áreas da educação, saúde, segurança, aposentadoria digna aos que trabalharam pelo Brasil com honradez e dignidade, dentre outros direitos sociais, econômicos e políticos amparados na Constituição para a cidadania.

Recordando os relevantes serviços prestados à Nação pela Sociedade Civil Organizada no cumprimento de UM DEVER CÍVICO pela OAB, ABI, CNBB, UNE, CUT e Movimentos Sociais de múltiplos setores que se engajaram em defesa da DEMOCRACIA pelas diretas já, defesa da Assembleia Nacional Constituinte, dentre outras ações.

40 anos depois do MOVIMENTO DAS DIRETAS JÁ, o Brasil volta a pedir socorro à Sociedade Civil Organizada e aos Movimentos Sociais, devido o controle do SISTEMA DA AMBIÇÃO, PODER E CAPITAL PREDOMINANTE NOS PODERES.

A sociedade não aguenta mais tantos desmandos com o dinheiro público. Vejamos:

Fonte G1 “País perdeu R$ 485 bilhões com desastres naturais em 11 anos; verba para prevenção caiu no período. Dados mostram perda entre 2012 e 2023 com a crescente no número de desastres. Especialistas apontam que prejuízo bilionário poderia ser evitado se governos investissem em adaptação às mudanças climáticas.

Nos últimos anos, o Brasil tem enfrentado diversas tragédias ambientais que têm impactado diferentes regiões do país. Algumas delas incluem:

Enchentes no Sul:

No Rio Grande do Sul, uma seca histórica foi seguida por chuvas intensas, deixando grande parte do estado inundada. Cidades como Muçum sofreram com a terceira enchente em menos de um ano, causando perdas significativas para os moradores.

Além dos danos materiais, as mudanças climáticas também afetam a saúde mental das pessoas, levando ao fenômeno conhecido como “ecoansiedade.

Seca extrema no Norte:

Na Amazônia, o calor extremo em 2023 resultou na morte de mais de 200 botos no Lago Tefé. Essa situação sem precedentes foi atribuída à hipertermia causada pelo aumento da temperatura.

Outros desastres:

Manchas de óleo no litoral, incêndios na Chapada dos Veadeiros e no Pantanal, além dos rompimentos das barragens em Brumadinho e Mariana, também marcaram a história recente do Brasil.

Esses eventos destacam a urgência de ações para mitigar os impactos das mudanças climáticas e proteger nossos ecossistemas. É fundamental que continuemos a buscar soluções sustentáveis para preservar nosso meio ambiente”.

As tragédias da COVID 19 e do Rio Grande do Sul, não servirão de exemplo e lições a cidadania, políticos e governantes? “PRESERVAR A NATUREZA É PRESERVAR A VIDA”.

A Sociedade Civil e os Movimentos Sociais na política são de fundamental importância para os Novos Rumos do Brasil, por sua importância básica, porque é na área do governo que se decidem os destinos do país e as condições de vida da população. Essa verdade está clarificada na conhecida observação de BRECHT: O PIOR ANALFABETO É O ANALFABETO POLÍTICO”. É só pesquisar, ler e reagir na URNA.

A participação dos Movimentos Sociais nas “Diretas Já”, foi um movimento político de cunho popular que teve como objetivo a retomada das eleições diretas ao cargo de Presidente da República no Brasil.

Na Assembleia Nacional Constituinte os movimentos sociais desempenharam um papel significativo na construção da Constituição de 1988 no Brasil.

O movimento Caras Pintadas foi extremamente importante para o processo de impeachment do presidente Fernando Collor.

Jovens foram às ruas, pintaram seus rostos com as cores da bandeira do Brasil e protestaram contra a falta de ética na política nacional”.

Os movimentos sociais são característicos de uma sociedade plural, que se constrói em torno do embate político por interesses coletivos e/ou individuais. Os movimentos sociais surgiram a partir das contradições da sociedade capitalista.

O Feminismo é um discurso intelectual, filosófico e político que tem como meta os direitos iguais e a proteção legal às mulheres.

O movimento sindical também faz parte de grande parte da história do país e esteve presente em diversos momentos desde do momento em que surge a ditadura militar no Brasil até o seu fim em 1985 com o Movimento pelas Diretas Já, onde surgiram várias lideranças políticas. O movimento estudantil era um movimento social da área da educação, muito forte que perdeu a sua identidade. 

O capitalismo industrial trouxe vários benefícios e avanços tecnológicos, mas trouxe consigo muitas consequências para o meio ambiente e a decepção do envolvimento de forma direta na corrupção e da imoralidade no campo político, onde trouxe sérias consequências para a sociedade e o País.

  Movimento social é a expressão da organização da sociedade civil, formada por ações coletivas que tem como objetivo alcançar mudanças econômicas e sociais através do debate político.

Movimentos Sociais tanto da classe trabalhadora como também patronal perderam o seu poder de força e autonomia política no início do século XXI, devido à escassez de lideranças, mudanças de objetivos estatutários e o domínio político partidário.

O Brasil é um país em crise e sem líderes. É uma crise moral, política e institucional que afeta o idoso e todas as outras idades. Se as perspectivas dos idosos são poucas, o mesmo acontece com os jovens, para os quais o caminho há de ser bem mais longo e as possibilidades para o futuro bem menores.

Uma Sociedade Civil Organizada presente com Partidos fortes, independentes e respeitáveis, a cidadania só tem a ganhar com o crescimento dos municípios, estados e país. O Brasil possui muitas riquezas naturais e geográficas, mas lhe falta riqueza humana, educada, consciente e comprometida com as causas públicas. Quando o cidadão entender que poder e capital geram corrupção e violência, o eleitor ajudará a construir um Brasil melhor para todos.

 O povo precisa defender a educação como investimento para dar o voto na eleição de outubro, refletindo a mensagem do Mestre Rui Barbosa. “Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles.”


É HORA DE PENSAR NO FUTURO E NO TIPO DE PAÍS QUE QUEREMOS DEIXAR PARA NOSSOS FILHOS E NETOS! QUERER É PODER! SEJA A MUDANÇA!

Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas – site: aldericosena.com

 

Comments


bottom of page