Educação conquista conhecimento, independência e dignidade - Noticia Livre

Colunistas Destaques - Alderico Sena


29 de abril, 2022 Redação


“Quando deixarmos de ter esperança é melhor apagar o arco-íris.” (Mário Lago)


Oscar Niemeyer escreveu: “A gente tem que sonhar, senão as coisas não acontecem”.


Darcy Ribeiro escreveu em 1982: “Se os governadores não construírem escolas, em 20 anos faltará dinheiro para construir presídios e A crise da educação no Brasil não é uma crise; é um projeto”.


O Mestre Anísio Teixeira escreveu: “Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública”.


“A Educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo” Nelson Mandela


Cidadão, lei que resolve muitos problemas LEI-TURA! Leiam com atenção o que vou relatar, considerando que só com o exercício de cidadania e soberania conquistaremos, a dignidade da pessoa humana, visto que “Todo o poder emana do povo”, termos da Constituição da República Federativa do Brasil.


O ser humano está agindo como ser desumano e a sociedade está sendo cruel com ela mesma.


A situação da juventude em pleno século XXI que se encontra sem rumo e sem educação é bastante preocupante e desesperador, visto que jovens estão ingressando no mundo do crime e da violência.


Na minha história de menino estudava na Escola Maria Quitéria na Ladeira dos Gales, Brotas com 12 anos no 5º ano primário, nesse período a criança ingressava na escola aos 7 anos. Na época o Lutador de BOX Waldemar Santana, ensinava crianças na Fonte Nova, queria participar mais tinha que levar 5 Cruzeiros para uma água, merenda como forma de disciplina e responsabilidade. Não trabalhava e não tinha dinheiro, então recorri ao meu pai, sabe qual foi a resposta do EURICO SENNA? “QUER ATENDER SUAS VAIDADES VÁ TRABALHAR”. Bem sair chorando falei com a minha Mãe e pedir para me matricular no turno da noite na Escola João Pedro dos Santos na Ladeira que queria trabalhar.


Foi aí que aprendi a importância das “palavras do meu pai” e buscar a responsabilidade profissional. Fui com um amigo in memoriam Ari Silva procurar emprego e conseguimos, eu na Mobilharia Brasil e Ari na Loja Royal Modas na J.J. Seabra, hoje indisponíveis para a nossa juventude as oportunidades no mercado de trabalho, por esta razão que lemos, assistimos, ouvimos diariamente na mídia, jovens ingressando na delinquência, devido a desestruturação familiar, escola pública falida com a educação deseducada em casa e na escola e também com os Três Poderes Constituídos impotentes e desacreditados.


Sociedade, cheguei aonde cheguei pelo fato de não ter achado proteção, vontade e moleza de meus PAIS e foi com esses ensinamentos, disciplina, limite que aprendi ser um cidadão e profissional responsável. Educação conquista conhecimento, independência e dignidade.


Atenção: Quando me aposentei, publiquei esta NOTA abaixo no Jornal A TARDE – Salvador, julho – 03/07/2005 – Domingo, ALDERICO SENA AGRADECE.


Agora que sou mais um aposentado, após ter contribuído com as minhas obrigações com a Previdência Social, agradeço de público aos meus pais, Aurelina Alves e Eurico Senna, pelos princípios éticos e morais a mim repassados e aos meus Mestres os quais tive o privilégio de conviver e ser um aprendiz do comprometimento com o trabalho, às instituições onde prestei gratificantes serviços, como: FIEBA – Antônio Loureiro Cajazeira, Jaime Villas Boas, Nelson Tabuada e Olivia Rosa; CONSTRUTORA ODEBRECHT – Norberto Odebrecht, Benedito Luz, Roberto Campos e Maria Helena; UFBA – Augusto Mascarenhas, Armênio C. Guimarães, Rodrigo Argolo Ferrão, Ivan M. Facchinetti, Jorge Hage, Joaquim Calmon de Passos, Margarida Batista e Augusto Santana; CARAIBA METAIS Jaguarari, Regis e Antônio Carlos; EPABA -José Olino e Haroldo M. P. Cunha; GOES COHABITA- Jairo Simões e Joaci Góes; SECNEB – Sociedade de Estudos da Cultura Negra, Mestre Didi; INAMPS – Francisco Ariani e Luiz Leal; Assembleia Estadual Constituinte 89 – Deputados Estaduais Coriolano Sales e Sebastião Castro; Hospital São Jorge, Aldely Dias; Assembleia Legislativa – Deputado Estadual Zezito Pena; OCEB/SESCOOP – Orlando Colavolpe e Ildegardo Rosa. Nesta segunda fase da minha vida, com a proteção de DEUS, tenho o sonho de contribuir com a minha experiência para as questões sociais do meu País e poder um dia perceber que “Combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé”. Terei assim devolvido à sociedade aquilo que me proporcionou escola pública de qualidade e tantos outros benefícios, hoje, indisponíveis para os jovens. É preciso que, as lideranças do Brasil de hoje, aprendam a servir ao próximo e não se servir do próximo e, assim, proporcionarem ao idoso do futuro o prazer de ser um aposentado como EU. CPI DO ELEITOR É O VOTO.


Complementando, as Instituições que prestei atividades profissionais, após a minha aposentadoria no ano de 2005, agradeço também ao Hari Alexandre Brust, Presidente da CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral, onde exerci a Gerência de Fomentos Programa PRISMA e a Ouvidoria Geral da Companhia, Professores, Desiderio B. de Melo e Matheus B. Gomes, Diretores Geral do IAT – Instituto Anísio Teixeira, onde exerci a Assessoria Técnica da Diretoria Geral do IAT.


Neste epilogo confesso a sociedade que só não consegui realizar dois sonhos: Ser Presidente do Esporte Clube Bahia e Parlamentar para servir A NAÇÃO TRICOLOR, O POVO E O BRASIL, “obedecendo aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade …”, conforme o Art.º 37 da Constituição Federal, mas infelizmente o que prevalece no Brasil não é o caráter é o TER e não o SER. Caráter não tem preço.


ELEITOR, VAMOS AJUDAR NOSSOS JOVENS, USANDO COM A ÚNICA ARMA DE TRANSFORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO, O TITULO ELEITORAL?


Alderico Sena – Bacharel em Teologia, Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas e Coordenador de Pessoal da Assembleia Estadual Constituinte de 1989– site: www.aldericosena.com – Consulte e leia bons artigos

29 de abril, 2022 Redação


“Quando deixarmos de ter esperança é melhor apagar o arco-íris.” (Mário Lago)

Oscar Niemeyer escreveu: “A gente tem que sonhar, senão as coisas não acontecem”.

Darcy Ribeiro escreveu em 1982: “Se os governadores não construírem escolas, em 20 anos faltará dinheiro para construir presídios e A crise da educação no Brasil não é uma crise; é um projeto”.

O Mestre Anísio Teixeira escreveu: “Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública”.

“A Educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo” Nelson Mandela

Cidadão, lei que resolve muitos problemas LEI-TURA! Leiam com atenção o que vou relatar, considerando que só com o exercício de cidadania e soberania conquistaremos, a dignidade da pessoa humana, visto que “Todo o poder emana do povo”, termos da Constituição da República Federativa do Brasil.

O ser humano está agindo como ser desumano e a sociedade está sendo cruel com ela mesma.

A situação da juventude em pleno século XXI que se encontra sem rumo e sem educação é bastante preocupante e desesperador, visto que jovens estão ingressando no mundo do crime e da violência.

Na minha história de menino estudava na Escola Maria Quitéria na Ladeira dos Gales, Brotas com 12 anos no 5º ano primário, nesse período a criança ingressava na escola aos 7 anos. Na época o Lutador de BOX Waldemar Santana, ensinava crianças na Fonte Nova, queria participar mais tinha que levar 5 Cruzeiros para uma água, merenda como forma de disciplina e responsabilidade. Não trabalhava e não tinha dinheiro, então recorri ao meu pai, sabe qual foi a resposta do EURICO SENNA? “QUER ATENDER SUAS VAIDADES VÁ TRABALHAR”. Bem sair chorando falei com a minha Mãe e pedir para me matricular no turno da noite na Escola João Pedro dos Santos na Ladeira que queria trabalhar.

Foi aí que aprendi a importância das “palavras do meu pai” e buscar a responsabilidade profissional. Fui com um amigo in memoriam Ari Silva procurar emprego e conseguimos, eu na Mobilharia Brasil e Ari na Loja Royal Modas na J.J. Seabra, hoje indisponíveis para a nossa juventude as oportunidades no mercado de trabalho, por esta razão que lemos, assistimos, ouvimos diariamente na mídia, jovens ingressando na delinquência, devido a desestruturação familiar, escola pública falida com a educação deseducada em casa e na escola e também com os Três Poderes Constituídos impotentes e desacreditados.

Sociedade, cheguei aonde cheguei pelo fato de não ter achado proteção, vontade e moleza de meus PAIS e foi com esses ensinamentos, disciplina, limite que aprendi ser um cidadão e profissional responsável. Educação conquista conhecimento, independência e dignidade.

Atenção: Quando me aposentei, publiquei esta NOTA abaixo no Jornal A TARDE – Salvador, julho – 03/07/2005 – Domingo, ALDERICO SENA AGRADECE.

Agora que sou mais um aposentado, após ter contribuído com as minhas obrigações com a Previdência Social, agradeço de público aos meus pais, Aurelina Alves e Eurico Senna, pelos princípios éticos e morais a mim repassados e aos meus Mestres os quais tive o privilégio de conviver e ser um aprendiz do comprometimento com o trabalho, às instituições onde prestei gratificantes serviços, como: FIEBA – Antônio Loureiro Cajazeira, Jaime Villas Boas, Nelson Tabuada e Olivia Rosa; CONSTRUTORA ODEBRECHT – Norberto Odebrecht, Benedito Luz, Roberto Campos e Maria Helena; UFBA – Augusto Mascarenhas, Armênio C. Guimarães, Rodrigo Argolo Ferrão, Ivan M. Facchinetti, Jorge Hage, Joaquim Calmon de Passos, Margarida Batista e Augusto Santana; CARAIBA METAIS Jaguarari, Regis e Antônio Carlos; EPABA -José Olino e Haroldo M. P. Cunha; GOES COHABITA- Jairo Simões e Joaci Góes; SECNEB – Sociedade de Estudos da Cultura Negra, Mestre Didi; INAMPS – Francisco Ariani e Luiz Leal; Assembleia Estadual Constituinte 89 – Deputados Estaduais Coriolano Sales e Sebastião Castro; Hospital São Jorge, Aldely Dias; Assembleia Legislativa – Deputado Estadual Zezito Pena; OCEB/SESCOOP – Orlando Colavolpe e Ildegardo Rosa. Nesta segunda fase da minha vida, com a proteção de DEUS, tenho o sonho de contribuir com a minha experiência para as questões sociais do meu País e poder um dia perceber que “Combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé”. Terei assim devolvido à sociedade aquilo que me proporcionou escola pública de qualidade e tantos outros benefícios, hoje, indisponíveis para os jovens. É preciso que, as lideranças do Brasil de hoje, aprendam a servir ao próximo e não se servir do próximo e, assim, proporcionarem ao idoso do futuro o prazer de ser um aposentado como EU. CPI DO ELEITOR É O VOTO.

Complementando, as Instituições que prestei atividades profissionais, após a minha aposentadoria no ano de 2005, agradeço também ao Hari Alexandre Brust, Presidente da CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral, onde exerci a Gerência de Fomentos Programa PRISMA e a Ouvidoria Geral da Companhia, Professores, Desiderio B. de Melo e Matheus B. Gomes, Diretores Geral do IAT – Instituto Anísio Teixeira, onde exerci a Assessoria Técnica da Diretoria Geral do IAT.

Neste epilogo confesso a sociedade que só não consegui realizar dois sonhos: Ser Presidente do Esporte Clube Bahia e Parlamentar para servir A NAÇÃO TRICOLOR, O POVO E O BRASIL, “obedecendo aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade …”, conforme o Art.º 37 da Constituição Federal, mas infelizmente o que prevalece no Brasil não é o caráter é o TER e não o SER. Caráter não tem preço.

ELEITOR, VAMOS AJUDAR NOSSOS JOVENS, USANDO COM A ÚNICA ARMA DE TRANSFORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO, O TITULO ELEITORAL?

Alderico Sena – Bacharel em Teologia, Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas e Coordenador de Pessoal da Assembleia Estadual Constituinte de 1989– site: www.aldericosena.com – Consulte e leia bons artigos