BANALIZAÇÃO, CORRUPÇÃO E A IMPUNIDADE NO BRASIL - Noticia Livre


Colunistas Destaques

BANALIZAÇÃO, CORRUPÇÃO E A IMPUNIDADE NO BRASIL

Julho 5, 2021 Redação 0 Comments


Só para uma reflexão da sociedade. Em 30 anos, o Brasil teve dois impeachments de Presidentes e estamos sujeitos ao terceiro Presidente sofrer impeachment, depois da Constituição de 1988.


Banalização, corrupção e a impunidade no Brasil o eleitor é conivente, considerando que quem elege e reelege políticos e governantes é o eleitor. CPI do eleitor é o voto consciente e o jogo a ser aplicado é prestou fica, não prestou FORA. Existe corrupção no país, devido a legislação ser branda e também pelo fato do cidadão não exercer a cidadania e a fiscalização das atitudes e trabalhos dos representantes que elegem para defender interesses coletivos e do País e não os interesses de grupos e indivíduos. A omissão só contribui e estimula a concentração de poder e a corrupção contra o erário público nas mãos de poucos, razão do retrocesso econômico, crescimento do desemprego, fome, miséria, desigualdades sociais e a violência no País. Art. 1º Parágrafo Único “TODO O PODER EMANA DO POVO, que exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição”. É por esta razão que, Eu Alderico Sena, defendo a alternância de poder.


Outra questão quando o Presidente Jair Bolsonaro participou de um ato na Barra da Tijuca no dia 23 de maio (domingo) com a presença do ex-ministro da Saúde e General da ativa do Exército Eduardo Pazuello na manifestação com motociclistas pró-Bolsonaro no Rio de Janeiro foi uma tremenda quebra de descumprimento do que estabelece a Constituição e o Regimento Interno disciplinar das Forças Armadas (Exército), onde milhares de apoiadores em grande aglomeração desrespeitaram as recomendações da CIÊNCIA. Com esta atitude de duas “autoridades” como a cidadania poderá respeitar e cumprir a Constituição da República Federativa do Brasil já que autoridades do País, repassam péssimos exemplos a sociedade, descumprindo os artigos 37º e o 5º da Constituição Federal, afinal, “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”. Cadê os princípios da legalidade, moralidade, imparcialidade, impessoalidade e o zelo da coisa pública no País?


A escassez de lideranças, exercício da cidadania, maiores investimentos na educação e pesquisa, bem como o péssimo nível de escolha dos políticos e governantes pelos eleitores é o que tem contribuído e muito para a banalização, corrupção e a impunidade no País. Tudo que ilegal, é também imoral!


As autoridades dos Poderes Constituídos perderam a noção do que é certo e do que é errado. Princípios éticos e morais desapareceram nas REGRAS REGIMENTAIS da instituição pública; iniciando pela maior autoridade do País e um General. Toda e qualquer atitude incoerente e antiética do ser humano, repercute negativamente para a Instituição, sociedade, em especial para as novas gerações, idosos e País.

O que vem ocorrendo com a humanidade nestas duas décadas em pleno Século XXI é inexplicável e vergonhoso, devido ao elevado grau de insensatez, amor ao próximo, solidariedade e de respeito a si mesmo. Quem não gosta de política é governado por quem gosta e quem quer respeito se respeita. A sociedade está sendo cruel com ela mesma, devido a omissão da não participação na defesa dos interesses coletivos e do País.


Quando políticos desviam recursos da EDUCAÇÃO E SAÚDE, chegamos à conclusão do nível de políticos que o eleitor vem elegendo. A CPI DO ELEITOR É O VOTO CONSCIENTE, sem paixão e ódio esta é a única ARMA do eleitor contribuir para os novos rumos do Brasil a partir da eleição 2022, prevalecendo três C’s – Caráter, Competência e Compromisso.


Eleitor nada muda se você não quiser, considerando que quem cria e descria qualquer coisa é o ser humano e toda decisão é política. MUDAR: DOI CONTINUAR COMO ESTÁ: DÓI ESCOLHA UMA DAS DORES E PARE DE RECLAMAR. SEJA A MUDANÇA! “A impermanência rege o universo. Os que resistem à mudança resistem à realidade e à vida em si”. Barack Obama


ALDERICO SENA -Bacharel em Teologia Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas, Coordenador de Pessoal da Assembleia Estadual Constituinte 1989 e Ex-Vice Presidente da Executiva Municipal do PDT da Cidade do Salvador – www.aldericosena.com – Consulte e leia bons artigos


Arquivos Recentes