AOS NOVOS JOVENS ELEITORES – Publicação Jornal A TARDE 12 de maio de 2022 - Alderico Sena

“O homem é um ser político”, disse Aristóteles. Assim, a política está presente em todos os lugares e em tudo o que fazemos: nas formas de poder, nas decisões e nos conflitos. Além do mais, o modo como nos organizamos em sociedade define a nossa história, presente e futuro.


A palavra política tem vários significados. Um deles é o ato de governar, de administrar e cuidar das instituições públicas, ou seja, do Estado. O povo paga impostos e esse dinheiro deve ser aplicado para o bem de todos, como, por exemplo, para a construção de escolas, creches, universidades, hospitais, estradas e casas; ou para contratar policiais para manter a segurança pública, professores para ensinar as crianças e os jovens, e médicos para cuidar da saúde da população.


Se o dinheiro público não for bem empregado, não teremos os bens e serviços que precisamos para viver bem. E quem administra o dinheiro dos nossos impostos são os políticos, pessoas escolhidas por todos nós, brasileiros com mais de 16 anos, durante as eleições.


Os políticos também podem estar no parlamento, fazendo as leis que dizem o que podemos ou não fazer e quais são os direitos e deveres que cada um de nós tem como cidadão.


A sociedade é obrigada a obedecer ao Estado, mas para que essa obediência seja justa e legítima, as pessoas precisam ter o direito de escolher aqueles que elas julgam ser mais preparadas para governar e para fazer boas leis.


Quando a sociedade julga que seus governantes não estão administrando bem o Estado, ela tem o direito e o dever de reclamar, e essa reclamação nós também chamamos de política.


Até as famílias têm a sua política própria. Por exemplo, as regras na sua casa podem ser diferentes daquelas da casa do seu amiguinho da escola. E quando você não aceita essas regras, quer mudá-las e tenta fazer uma negociação com seus pais, você também está fazendo política, pois está reivindicando o que você acha que sejam os seus direitos de criança e de filho.


O termo politicagem possui significado pejorativo – depreciativo, desagradável. Refere-se à política de interesses pessoais, de troca de favores, ou de grupos.


Pode-se dizer que politicagem está ligada à política suja, que inclui a compra de votos, os esquemas de corrupção, falsas promessas ao povo, dentre outros atos ilícitos.


Corrupção é o efeito ou ato de corromper alguém com a finalidade de obter vantagens. Corruptor é aquele que suborna ou busca subornar outrem, em função de interesse próprio ou alheio nas instituições públicas e privadas para vencer licitações e outros. Conceitos de Honestidade. É ser cidadão de caráter, autêntico, coerente, ético e exercer suas atividades com profissionalismo e competência.


Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas – www.aldericosena.com