A reconstrução do Brasil está na consciência política dos eleitores - Noticia Livre

Colunistas DestaquesAlderico Sena - 15 de maio, 2022 Redação


A incapacidade de Governança, líderes, representação política e a não renovação de parlamentares nas Casas Legislativas são os pilares que contribuem para o retrocesso do desenvolvimento socioeconômico no Brasil.


Uma simples pergunta a sociedade, todos estão satisfeitos com o salário mínimo, benefício da aposentadoria, desemprego, fome, miséria, custo de vida, preços dos combustíveis, gás de cozinha, energia, carga tributária, política de juros, inflação de 2 dígitos, dentre outros? Explica e justifica o reajuste do ETANOL quando há reajuste da GASOLINA?


“TODO O PODER EMANA DO OVO”. A reconstrução do Brasil está na consciência política dos eleitores. Exercício de cidadania com responsabilidade é uma questão de honra, considerando que a União, Estados e Munícipios necessitam de bons gestores honestos, coerentes que tenham compromisso na condução da coisa pública e o crescimento das Regiões. O Brasil possui tantas riquezas naturais e geográficas mais escasso de “Homens livres e de bons costumes” na condução dos Três Poderes Constituídos.


O que li na mídia no dia 05/05 (Quinta Feira) é bastante estarrecedor e vergonhoso, considerando que tudo que é ilegal, é imoral.

“Lira e Centrão trabalham para retardar desfecho de caso Daniel Silveira na Câmara. Para Lira e aliados, é necessário “esfriar” a crise entre os Poderes.

Em mais um capítulo do embate entre Poderes, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e deputados do centrão trabalham para retardar ao máximo a análise sobre o destino do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal), mas indultado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Para Lira e aliados, segundo o jornal Folha de S. Paulo, é necessário “esfriar” a crise entre os Poderes. Para isso, bastaria deixar o caso do bolsonarista em banho-maria, adiando a análise de ações que possam levar à punição do parlamentar. Dessa forma, a tendência é que eventuais processos de cassação ou suspensão do mandato de Silveira só devem ser avaliados no segundo semestre, perto da eleição.


Mas líderes próximos ao governo vão além: dizem que o assunto Daniel Silveira está morto e que talvez a Câmara nem entre na questão. O mandato de Silveira na Câmara vai até janeiro de 2023.”


O eleitorado precisa refletir melhor acerca da péssima qualidade da representação política e institucional, visto que as condições de vida da população e o crescimento do país dependem de decisões políticas. Quem não gosta de política é governado por quem gosta. Qual o Brasil que queremos para as futuras gerações?


A crise econômica, social, moral, política, institucional e democrática vivida no Brasil nos últimos tempos, tem muito a ver com a falta de líderes e a péssima escolha dos políticos que o eleitor vem elegendo sem pesquisar, avaliar e conhecer a história familiar, profissional e política dos candidatos.


O ELEITOR PRECISA SABER USAR A ARMA DA TRANSFORMAÇÃO NESTA PRÓXIMA ELEIÇÃO, QUE É O “TITULO ELEITORAL”. SÓ ASSIM PODEREMOS COIBIR O DESEMPREGO, FOME, MISÉRIA, SECA, ENCHENTES, IMPUNIDADE, INFLAÇÃO DESCONTROLADA, CORRUPÇÃO, VIOLÊNCIA, DENTRE OUTROS DESMANDOS PRATICADOS CONTRA A SOCIEDADE E O BRASIL.


ANTES DE JOGAR LIXO “VOTO” NAS URNAS, PESQUISE A HISTÓRIA DOS CANDIDATOS, DANDO VALOR AO SEU VOTO E A VOCÊ ELEITOR. NÃO VENDA. NÃO TROQUE E NÃO NEGOCIE O SEU VOTO. QUANDO VOCÊ, TROCA O VOTO POR UM FAVOR PESSOAL, ANULA, VOTA EM BRANCO E ABSTEM, ELEGE UM CANDIDATO CORRUPTO E PREJUDICA MILHÔES DE BRASILHEIROS, INCLUSIVE SUA FAMÍLIA. CPI DO ELEITOR É O VOTO CONSCIENTE PARA RECONSTRUÇÃO DO BRASIL.


Escreveu Rui Barbosa. “Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles.” Já o Lima Barreto escreveu: “O Brasil não tem povo, apenas público. Povo luta por seus direitos, público só assiste de camarote”. É hora de ação e não de omissão!


Defendo uma Revisão Constitucional no próximo governo e legislatura com participação da sociedade organizada para os Novos Rumos do Brasil.


Aconselho o eleitor usar como critério três C– Caráter, capacidade e compromisso para conceder o voto aos candidatos no dia 02 de outubro de 2022, a fim da sociedade ser bem representada e respeitada com a observância do artigo 37 da Constituição: “princípios da legalidade, impessoalidade e a moralidade”.


Lembrando aos eleitores que nem todos os políticos são iguais. É bom lembrar também que é muito importante não eleger dois, três políticos da mesma família?


A reconstrução do Brasil está na consciência política dos eleitores. Parem, pensem e votem consciente para um Brasil melhor para todos e para as gerações que virão.


“Conhecimento é uma das raras coisas que você não perde quando dá a outra pessoa. Você sempre aprende algo quando está ensinando”.


SEJA A MUDANÇA! QUERER É PODER! Em tempo não sou candidato a nada. Kkkkkk


Alderico Sena – Bacharel em Teologia, Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas, Coordenador de Pessoal da Assembleia Estadual Constituinte de 1989 e Ex-Assessor Parlamentar do Deputado Estadual Zezito Pena – site: www.aldericosena