top of page

A importância do Conselho Fiscal nas associações, condomínios e etc - Noticia Livre 17/08/23

CNISTASDESTAQUESRedação17 OLUagosto, 20230 CommentsUNISTASDESTAQU Algumas das competências de um Conselho Fiscal atuante: Emitir trimestralmente parecer e relatório sobre as despesas e receitas com base no orçamento aprovado em Assembleia; propor medidas que visem o aprimoramento dos serviços contábeis da entidade; substituir à diretoria quando estiverem ausentes ou impedidos e responder por omissão, por negligência no cumprimento das suas atribuições, dentre outras atividades. Um Conselho atuante dá mais credibilidade ao trabalho do síndico/presidente, além disso, é um suporte para uma gestão eficiente com total transparência da gestão. Uma das dificuldades para composição de chapas nas eleições de entidades associativas é a não participação de condôminos/associados nas Assembleias para apreciarem e deliberar quanto às melhorias de condições de vida dos associados, segurança e valorização patrimonial de todos. É preciso entender que associados e condôminos TÊM DEVERES E DIREITOS constantes na Convenção e nos Regimentos Internos da entidade. Só poderemos exigir direitos quando cumprimos os deveres. Entretanto, o que mais se verifica são reclamações, críticas e pouca participação, faltando o espírito comunitário e omissão nas questões coletivas, o que não é bom. Gosto muito dessa frase do Lima Barreto “O Brasil não tem povo, apenas público. Povo luta por seus direitos, público só assiste de camarote.” É basicamente o comportamento de associados de entidades associativas e principalmente de eleitores no País. O corruptor e o corrupto atuam contra o erário público nas entidades associativas, administração pública e na política, face a omissão e a não participação do povo nas ações dos interesses comuns. “O individualismo é que gera o egoísmo, raiz de todos os males”. “O individualismo é uma filosofia que valoriza a liberdade e a autonomia do indivíduo. Já o egoísmo é uma atitude que coloca os interesses próprios acima dos outros, sem se importar com as consequências. O individualismo pode ser saudável quando equilibrado com a responsabilidade social e o respeito pelos outros. O egoísmo pode levar à falta de empatia e à exploração dos outros em busca de benefícios pessoais. O individualismo pode promover a criatividade e a inovação, enquanto o egoísmo pode levar à competição desleal e à desigualdade social”. Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas, Ex- Superintendente da OCEB – Organização das Cooperativas do Estado Bahia, Ex- Vice Presidente da Executiva Municipal do PDT Salvador, Ex- Síndico do Condomínio Pedras de Brotas, Ex-Membro do Conselho Fiscal da Associação de Moradores do Loteamento Vilas do Joanes e do Grupo de Escoteiros Maestro Wanderley 5º BA – Salvador – site: www.aldericosena.com

Comentários


bottom of page