A sociedade é cruel com ela mesma – Humano age como ser desumano - Noticia Livre

28 Jul 2020

Colunista Destaque - 

 

Tudo é uma questão de EDUCAÇÃO. O Mestre Darcy Ribeiro estava corretíssimo quando escreveu: “A crise da educação no Brasil não é uma crise; é um projeto”;

“Engraçado, o homem se considera o animal mais inteligente e é o único animal

que destrói a natureza”; “Chegará o tempo em que o homem conhecerá o íntimo de um animal e nesse dia todo crime contra um animal será um crime contra a humanidade”. Exemplos claro é a falta de consciência humana das pessoas em não usar a máscara e não manter o distanciamento social no combate ao COVID-19, pois com a falta de cooperação do “Homem”, dentro de mais alguns poderemos chegar a 100 mil mortes.

Quem não preserva a natureza, maltrata e violenta o ser humano e os animais é alguém que não aprendeu os princípios e valores de amar e respeitar o próximo como a si mesmo. Escreveu Madre Tereza de Calcutá. “O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá”.

A postura deseducada, ambiciosa, antiética, corrupta, criminosa e desonesta do ser humano no campo político, profissional, social e institucional penaliza e muito para o crescimento do crime e da violência contra o meio ambiente. Quando o homem não preserva a natureza que o alimenta, cura e dar vida às pessoas e aos animais, imagine o comportamento cultural desse indivíduo. A falta de investimento em educação e a desestruturação familiar tem levado cidadão a agir de forma desumana e até cruel o que tem levado medo e insegurança a sociedade.

Não foi por um acaso que nosso estimado Raul Seixas, cantor, compositor, assim afirmou “Quanto mais conheço a humanidade mais eu amo meus cachorros”. Por que tantas pessoas fazem esta afirmação? Nós, seres humanos, podemos ter problemas para nos relacionar com pessoas do nosso convívio social, e somos bem complicados, já os animais são os nossos grandes companheiros, verdadeiros e leais.

O que se vê recorrente, é que muitos de nós estamos desesperançosos com nossa própria espécie. Existe um comportamento disseminado que se amplia a cada dia, advindo do próprio egoísmo do ser humano, do preconceito e da desonestidade. Existem guerras lá fora, e dependendo do ponto de vista, até mesmo o total desentendimento dentro das casas nas famílias. Muitas pessoas vivem na miséria enquanto nações se tornam mais ricas e a natureza sofre as consequências desses comportamentos conflituosos.

O sentimento mais importante do mundo anda sumindo do nosso convívio diário. Atitudes desumanas espalham a negatividade e nos afastam de tudo o que nos torna maduros, conscientes e prósperos. É de se observar o contrário com os nossos queridos animais, são cheios de amor e só nos trazem alegrias, companheirismo e espalham energia positiva. Em todas as circunstâncias, mesmo quando maltratados ou vivendo com dificuldades, os cãezinhos não deixam de ser puros, e nos ensinam a valiosa lição de amar, além da bondade e empatia ao próximo. Estes também reconhecem quem os ama, retribuindo sempre em dobro. Por isso, nos apaixonamos cada vez mais pelos olhares profundos, as abanadas de rabo, os “lambeiros”, pois eles nos passam tudo o que precisamos para nos tornarmos seres humanos melhores e com eles aprendemos valores, simplicidade, a valorizar tudo o que temos e demonstrar amor e carinho com espontaneidade.

O querido Chico Xavier, médium filantropo e um dos mais importantes expoentes do espiritismo. Nos passou a seguinte mensagem: “Nós, seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nós auxiliares. Portanto quem chuta ou maltrata um animal é alguém que não aprendeu a amar”.

Tantos artistas, poetas, romancistas, músicos, estudiosos de diferentes épocas, e estilos de vida distintos, nos trouxeram quase que o mesmo ensinamento, o que mostra que nós seres humanos estamos vivendo há séculos no mesmo paradigma. Ainda resta a esperança de que haverá o respeito pelos animais o seu reconhecimento como seres que sentem dor e que sofrem assim como os seres humanos. Um dia tudo pode mudar, falta somente o primeiro passo de cada um de nós.

Crime contra o Meio Ambiente é uma ação desumana no sentido de este fazer o seu papel de fiscalizar, evitando o desmatamento das florestas e em caso de omissão deverá ser exemplarmente responsabilizado. O desmatamento da Mata Atlântica é um crime e por consequência viola o direito, no entanto, qualquer dano ou prejuízo causado aos elementos que compõem o ambiente, flora, fauna, recursos naturais e o patrimônio cultural, sendo violado o direito protegido, é passível de punição e este instituto é regulado pela Lei n.º 9.605 de 13 de fevereiro de 1998, Lei dos Crimes Ambiental, que determina as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. O desmatamento leva a problemas ambientais, além da extração das madeiras e a venda das mesmas, pois além do fato de dar lucros exorbitantes a quem o faz em desacordo com o que estabelece a lei, também  aumenta o desequilíbrio ao meio ambiente, a todo o eco- sistema, provoca o aquecimento global, aumento da temperatura, poluições, emissão dos raios ultra violeta em índices altos, enchentes no mundo e também a falta de chuvas caracterizado por longos períodos de estiagem havendo secagem dos rios e seus nascedouros o que vem gerando a escassez hídrica  e demais fenômenos no mundo”.

O art. 225 caput da Constituição Federal, estabelece que todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial a sadia qualidade de vida impondo-se ao poder público e a coletividade o poder de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

Cidadão pare, pense e busque mudar o seu conceito de Ser humano para o bem da humanidade, animais e a felicidade das futuras gerações. Quem ensina a vida é a própria vida! A questão do Brasil e do Ser humano, É EDUCAÇÃO! “Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a escola pública” Anísio Teixeira e o Darcy Ribeiro escreveu: “A crise da educação no Brasil não é uma crise; é um projeto”. Darcy Ribeiro

Povo brasileiro, exija dos governos Federal, Estadual e Municipal o que a Constituição Federal Artigo 205, garante “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família.” QUERER É PODER!

Educação e Consciência Coletiva É Um Passo Para Vencer à COVID-19! FIQUE EM CASA SE SAIR USE A MÁSCARA!

 

Alderico Sena – Bacharel em Teologia Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas, Master em Auto Conhecimento e Desenvolvimento Humano -AVATAR Star Edge Internacional Florida/Orlando/EUA, Membro da Executiva Nacional do MAPI/PDT, Presidente do Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos PDT da Bahia (Mapi-BA), Ex-Assessor do IAT-Instituto Anísio Teixeira e Ex-Membro da Câmara Técnica do IBAMA/BA aldericosena@gmail.com – site: www.aldericosena.com – Consulte e leia bons artigos

Please reload

Arquivos Recentes
Please reload