Bolsonaro precisa informar a Nação acordo com Partidos do CENTRÃO - Noticia Livre

Omissão e inercia contribui para o sofrimento da sociedade brasileira. A sociedade é cruel com ela mesma no momento que não participa das questões nacionais e associativas. A inercia, omissão e a falta do exercício de cidadania contribuíram para que a situação do país chegasse a um estado de calamidade socioeconômico. O mais grave de tudo é o País estacionado sem qualquer perspectiva de crescimento a curto prazo. Alguns parlamentares movem-se à base de farejar onde tem dinheiro, espaço de cargos, sem qualquer pudor ou vergonha, vendem-se, oferecem-se a governantes em troca de cargos, secretarias, ministérios, diretorias, porque nessas funções há… dinheiro e poder para manipular um povo desinformado e manipulado.

O Presidente Jair Bolsonaro precisa informar a Nação acordo firmado com Partidos do CENTRÂO. Pois agora diante a atitude dos deputados e Senadores dos Partidos representantes do povo todos brasileiros irão assistir parlamentares de o “Trenzinho da alegria” votarem leis contrárias ao próprio povo, aos que elegeram aqueles que iriam defendê-los no Legislativo, que haviam prometido qualidade de vida e defender interesses do povo. “Brasileiro não sabe votar, disse Pelé na Copa de 1970”, em pleno Século XXI “Tudo continua como Dante no quartel de Abrantes”, basta observar o nível e a capacidade dos candidatos e a opção feita pelos eleitores na escolha do Presidente da República para governar o País.

Ao que parece, perdemos mesmo a noção de qualquer dignidade, amor e respeito que ainda nos restava; não temos mais orgulho como brasileiros; não somos mais uma nação, mas um pedaço enorme de terra onde estão mais de duzentos milhões de almas desencontradas, omissa, covarde e frouxa; deixamos de ser povo, somos apenas um amontoado de gente que se espalha por este país enorme com riquezas naturais que Deus criou e nos deixou. Pobres cidadãos enganados, ludibriados, explorados, roubados, escravos de políticos, manipulados por empresários corruptos e desonestos e também de uma elite capitalista cruel. E o que faremos contra essa corja de traidores? Ora, vamos às ruas berrar para exigir uma Reforma Política e uma Revisão Constitucional para a reconstrução do Brasil e a moralização dos Três Poderes Constituídos ou continuaremos sendo autênticos eleitores “BOBOS DA CORTE”. Cidadania, direitos básicos fundamentais, deveres, violação de direitos. Você sabe exercer bem a sua cidadania? Pois é, muitas vezes, o cidadão se vê diante de situações em que seus direitos básicos fundamentais, previstos nos artigos 5º, 6º, 60 Inciso IV, dentre outros da Constituição Federal, são violados, devido a omissão e falta do exercício de cidadania. Os exemplos estão todos os dias nos jornais: matança de jovens, índios, discriminação racial, escolas sem professores, pais que não conseguem matricular seus filhos, hospitais sem material básico para atendimento, falta de médicos e superlotação nas unidades de saúde; famílias vivendo em locais insalubres, aumentos abusivos de produtos e serviços etc. É preciso, portanto, que o cidadão saiba quais os instrumentos jurídicos de que dispõe para fazer valer seus direitos e a que órgãos recorrer quando necessário. O conceito que se lê na Constituição se confunde com o conceito de titular de direitos políticos, sendo cidadão o nacional (brasileiro nato ou naturalizado) titular do direito de votar e de ser votado. Em um sentido mais amplo, porém, é o indivíduo ser titular de direitos e deveres, e, sobretudo, dotado de um estado de consciência sobre seu papel político e como pessoa na comunidade em que vive. Engloba viver com dignidade, respeitar a dignidade do outro, estar comprometido em nada fazer para violar essa dignidade e, mais, em se esforçar para fazê-la valer. A participação política do cidadão – não apenas votando, mas acompanhando os atos daqueles que ajudou a eleger, fazendo uso das ouvidorias dos órgãos públicos e Transparência Brasil que são meios de fazer valer sua dignidade, condição essencial do cidadão, conforme garante a (LAI) Lei de Acesso à Informação Nº 12.527/2011. E dignidade significa ter acesso à moradia adequada, alimentação balanceada, educação de qualidade, atendimento médico de qualidade e em tempo adequado ao atendimento necessário, transporte público organizado, saneamento básico, coleta domiciliar de lixo, acesso à informação verdadeira, confiável, sobre a gestão dos bens públicos, todos esses direitos garantidos na Constituição. Jovem ajude o Brasil, visando um País melhor para sua família e seus filhos e netos. Nada muda se o eleitor não mudar! Mudar: DÓI continuar com o País como está: DÓI ESCOLHA UMA DAS DORES E PARE DE RECLAMAR. A mudança de atitude dos eleitores a partir das próximas eleições é necessário. CPI do eleitor é o voto consciente!

“O homem que não luta pelos seus direitos não merece viver e Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles” Rui Barbosa. Lembrando que: Quem quer respeito se respeita! Querer é poder! Seja a Mudança!

Alderico Sena – Bacharel em Teologia Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas, Master em Auto Conhecimento e Desenvolvimento Humano -AVATAR Star Edge Internacional e Ex- Ouvidor Geral da CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral – aldericosena@gmail.com

Arquivos Recentes