Maiores líderes do Brasil publicado Noticia Livre

8 Apr 2019

 

Num mundo globalizado, a tecnologia é fundamental em um País em desenvolvimento, mas para tanto necessita de cérebros bem preparados no governo que priorize a educação e a pesquisa, bases para o desenvolvimento da humanidade e do Brasil.

Além do fortalecimento do potencial econômico brasileiro, não podemos nos esquecer das “Perdas Internacionais, a espoliação sofrida pelo País por intermédio da venda de matérias-primas in natura, a remessa de lucros das multinacionais e o pagamento de juros, dividendos e royalties ao exterior. Portanto, uma economia nos moldes do trabalhismo preconiza um Estado fortalecido e altamente democratizado para gerir as riquezas da Nação”. Leonel Brizola

O trabalhismo sofreu muitos revezes, porém não foi apenas uma corrente política que foi derrotada, mas um projeto de nação - Brasil que visava melhores condições de vida para todo o povo brasileiro.

O PDT é uma organização política da nação brasileira para a defesa de seus interesses, de seu patrimônio, de sua identidade e de sua integridade, e tem por objetivos principais lutar, sob a inspiração do nacionalismo, da educação e do trabalhismo, pela soberania e desenvolvimento do Brasil, pela dignificação do povo brasileiro e pelos direitos e conquistas do trabalho e do conhecimento, fontes originárias de todos os bens e riquezas, visando à construção de uma sociedade democrática socialista e digna.

Fazer parte do time do PDT – Partido Democrático Trabalhista é saber que os maiores líderes do trabalhismo em toda a história do Brasil, foram do PDT. Um Partido de história e de valores, conforme biografia de alguns líderes abaixo, dentre outros:

Getúlio Dornelles Vargas foi presidente do Brasil em dois períodos. O primeiro período foi de 15 anos ininterruptos, de 1930 até 1945, e dividiu-se em três fases: de 1930 a 1934, como chefe do "Governo Provisório"; de 1934 até 1937 como presidente da república do Governo Constitucional, tendo sido eleito presidente da república pela Assembleia Nacional Constituinte de 1934; e, de 1937 a 1945, como ditador, durante o Estado Novo implantado após um golpe de estado.

No segundo período, em que foi eleito por voto direto, Getúlio governou o Brasil como presidente da república, por 3 anos e meio: de 31 de janeiro de 1951 até 24 de agosto de 1954, quando se suicidou. Getúlio era chamado por seus simpatizantes de "pai dos pobres", pela legislação trabalhista e políticas sociais adotadas sob seus governos. A sua doutrina e seu estilo político foram denominados de "getulismo" ou "varguismo". Os seus seguidores, até hoje existentes, são denominados "getulistas". As pessoas próximas o tratavam por "Doutor Getúlio", e as pessoas do povo se referiam a ele como "Getúlio".

 

Cometeu suicídio no ano de 1954, com um tiro no coração, [5] em seu quarto, no Palácio do Catete, na cidade do Rio de Janeiro, então capital federal. Sua influência se estende até hoje. A sua herança política é invocada por pelo menos dois partidos políticos atuais: o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Getúlio Vargas foi inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, em 15 de setembro de 2010, pela lei nº 12.326.

João Belchior Marques Goulart (Jango) Vice-Presidente por duas vezes e Presidente do Brasil de 1961 a 1964, quando foi deposto pela ditadura militar. “Jango não caiu por ocasionais defeitos de seu governo. Foi derrubado em razão de suas altas qualidades, como o responsável pelo maior esforço que fez entre nós para passar o Brasil a limpo, criando aqui uma sociedade mais livre e mais justa”. Leonel Moura Brizola - Foi Prefeito de Porto Alegre, deputado estadual e governador do Rio Grande do Sul, deputado federal pelo Rio Grande do Sul e pelo extinto estado da Guanabara e governador do Rio de Janeiro, único político a governar dois estados. Por duas vezes foi candidato a Presidente do Brasil pelo PDT, partido que fundou em 1980. Darcy Ribeiro – “O Mestre desenvolveu trabalhos na área de educação, sociologia e antropologia. Foi um dos responsáveis pela criação da Universidade de Brasília, sendo o primeiro reitor. Nos anos de 1980, durante o governo de Leonel Brizola o Rio de Janeiro, Darcy Ribeiro idealizou o CIEP – Centros Integrados de Ensino Público, um projeto revolucionário no Brasil de assistência em tempo integral às crianças na escola. Darcy Ribeiro - Contratado por Anísio Teixeira, assumiu em 1957 a direção da Divisão de Estudos Sociais do Ministério de Educação e Cultura. Tornou-se um "discípulo" de Anísio Teixeira na defesa da escola pública e juntos influenciaram o processo de elaboração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 1961. Foi Ministro da Educação e Cultura do governo João Goulart. A concepção de Educação Integral foi introduzida no Brasil na primeira metade do século XX, por educadores de matrizes político-ideológicas com ingerência política, como Anísio Teixeira". Tendo este último sido responsável pela implementação do primeiro projeto de educação integral brasileiro, em Salvador, Bahia, na década de 1950, o Centro Educacional Carneiro Ribeiro”.

Se a educação em tempo integral idealizada pelos Mestres educadores, fosse aprovada pelo governo e pelo Congresso Nacional, naquele período, possivelmente teríamos já no inicio deste Século XXI um povo brasileiro mais educado e consciente. POVO EDUCADO PAÍS DESENVOLVIDO.

 

Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas, Membro do Conselho Previdenciário Nacional do PDT – Partido Democrático Trabalhista e Ex-Presidente do Movimento dos Aposentados MAPI/PDT/BAHIA – www.aldericosena.com – aldericosena@gmail.com

Please reload

Alderico Sena

Bahia Noticias - Publicado

Segunda , 18 de Abril de 2016 - 08:08


comentou em: Câmara aprova envio de processo de impeachment de Dilma ao Senado

 

Como cidadão brasileiro, cumpridor dos meus deveres cívicos para com o meu país, fosse bem representado por um Congresso Nacional composto de uma maioria de deputados federais livre e de bons costumes, concordaria com a votação da aprovação do afastamento da Presidente. Infelizmente política virou balcão de negócios. Os interesses pessoais e de grupos estão prevalecendo, em detrimento aos interesses coletivos e do Brasil. Precisamos pensar no destino do Brasil e das futuras gerações. Esperamos que o Senadores façam prevalecer a ética, isenção e a imparcialidade para a ORDEM E PROGRESSO DO BRASIL. De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa
Eleitor em outubro teremos eleição para vereador e Prefeito vamos avaliar o caráter e as referências dos candidatos para melhorar o perfil dos representantes da sociedade. É hora de ação e não de omissão! 

Arquivos Recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga minha Página abaixo: