O País sente falta de líderes

O Brasil é um país carente de bons líderes. Intuição, criatividade, ousadia, empreender, originalidade, confiança, compromisso nos negócios, são características de liderança, mas o que tem acontecido é um exercer função, um cumprir horário, uma submissão para assegurar emprego que faz com que o mercado sinta falta de líderes.

As faculdades e escolas técnicas não preparam os alunos para serem líderes, apenas para terem habilidades técnicas e muitas vezes de baixa qualidade.

Têm pessoas em que a liderança já é algo inato, mas se não tiver ousadia, coragem e confiança dificilmente assumirá a função em uma organização. Ser líder não pode ser apenas 'ocupar um cargo' e por isso seria interessante e de grande valia se os recém-formados já entrassem no mercado com algumas destas características de liderança e, com o tempo, pudessem aperfeiçoá-las, mas também investem pouco neste tipo de capacitação. O líder deve estar sempre atento, mas acima de tudo ter uma postura ética e humilde. O líder deve ser empático. Está mais do que evidente que a economia do país se encontra em crise, devido à falta de líderes na esfera governamental e empresarial para enfrentar os desafios de gestão no mundo globalizado.

Em tempo de crise, moral e política é imprescindível ter em mente que só haverá mudanças para quem estiver disposto a agir, refletir e investir em si a mudança que quer o mundo globalizado quando exige ousadia, coragem, conhecimento, habilidade, competência e compromisso. Por isso, a presença do líder é tão importante, pois é ele quem tem a habilidade de criar cenários e influenciar o seu entorno em torno de um problema ou objetivo, de forma a garantir o desempenho dos funcionários e o atingimento das metas da organização, mantendo o clima organizacional em sintonia.

Um bom líder é proativo e motivado, disposto, respeita as diferenças de sua equipe e valoriza a pluralidade, sabe ouvir e tem empatia, é transparente, ético e íntegro. Uma vez que é o capital humano, as pessoas, o principal responsável pelo sucesso das empresas, uma boa liderança é a peça-chave de uma organização ao ter uma visão estratégica, gerar conexões e potencializar ideias e projetos em grupo.

O País sente a falta de líderes. Liderar nesta nova realidade é completamente diferente do que foi no século XX. Quem está construindo sua carreira reconhecendo o ambiente global representa um capital valioso em um momento de eventual retomada do crescimento do pais. A crise no Brasil exige, para seu enfrentamento líderes e profissionais qualificados com visão de futuro. Só poderemos construir um Brasil melhor com cenários de crescimento quando líderes autênticos seja valorizado e reconhecido na esfera empresarial e governamental.

ALDERICO SENA – BACHAREL EM TEOLOGIA, SOCIEDADE E POLÍTICA E ESPECIALISTA EM GESTÃO DE PESSOAS -ALDERICOSENA@GMAIL.COM

Arquivos Recentes