Descrédito no poder

Publicado no Jornal A TARDE,

A postura antiética e o desserviço prestado por algumas autoridades públicas levaram ao descrédito as decisões dos Três Poderes Constituídos. Pelo conceito de moral que nossos pais e escola nos transmitiram honestamente, fica confuso para o cidadão comum entender determinadas decisões dos representantes do povo, ações está discutível dentro da nossa concepção do que é certo e do que é errado. A ética, portanto, é o estudo dos valores que regem a conduta humana subjetiva e social. É o parâmetro que temos para julgar as ações que beneficiam ou prejudicam a vida humana neste mundo e nesta sociedade. Infelizmente em nosso país, em se tratando de ética na política e no campo profissional, quase todas as coisas contrariam as normas morais e princípios éticos. Considerando a falência dos Três Poderes Constituídos, a sociedade precisa focar e exigir a reforma moral e política com financiamento público de campanha. Ou quer continuar alimentando a corrupção com o financiamento privado, como insiste o PMDB, dentre outros partidos? Querer é poder! Na conjuntura atual dos Poderes, defendo que, quem tem que definir as regras do jogo para os novos rumos do Brasil, não é Partido Político, não é governo, é a sociedade organizada com propostas concretas para os novos rumos do Brasil. Eleitor o momento é de reflexão e ação. Seja a mudança votando consciente no Dia da eleição em 07 de outubro. ALDERICO SENA, ALDERICOSENA@GMAIL.COM

Arquivos Recentes