Formação de líderes é preciso

A juventude encontra-se preocupada com a incerteza de um futuro, espantada pelo poder conseguido por poucos homens em detrimento de muitos, essa desproporcionalidade e desigualdade amedronta a possibilidade de oportunidades no ensino e no mercado de trabalho.

Ser cidadão é respeitar o direito do próximo e conhecer seus limites. Precisamos ser solidário com os jovens e seus semelhantes, especialmente com os mais carentes e com as mães sofredoras, pois as dificuldades, as dores e as angústias têm levado o jovem a buscar no álcool e nas drogas o seu refúgio.

As autoridades governamentais precisam entender que o jovem quando flagrado cometendo atos ilícitos, precisa de um médico, de um psicólogo, de um conselho e não de cadeia. A crise educacional e do dialogo familiar, onde pais e filhos gastam horas e horas no celular e assistindo os personagens de TVs, mas não gastam minutos dialogando e trocando experiências uns com os outros. Esse comportamento e carência de interiorização educacional fazem com que eles percam sua melhor oportunidade de desenvolver funções mais profundas do psiquismo humano: a capacidade de pensar e refletir sobre si mesmo; a capacidade de analisar seus comportamentos, atitudes, limites e conseqüências no seio familiar.

Quando se cultiva um diálogo franco, aberto, de respeito e de consideração com os que não pediram essa vida, “utilizar droga” com certeza, é possível ocupar um lugar mais importante que a droga em seus corações.

Os pais deveriam começar a expor bem cedo aos seus filhos o perigo das drogas, antes que eles aprendam nas ruas, conceitos falsos. Muitos pais percebem que seu filho já está usando drogas, depois que falharam completamente como pais. O momento é de reflexão, porque esses jovens vivem numa sociedade individualista, egoísta e omissa e que influência, portanto, precisa muito cuidado e auto-estima em vez de culpar o filho, condenando-o severamente.

As escolas precisam ministrar cursos de prevenção contra drogas e ser o maior ponto de apoio para os pais, no que diz respeito à formação de personalidades sadias e equilibradas das crianças. Fora do ambiente a informação educativa é um dos melhores meios de se prevenir os jovens contra o uso de drogas e de alertá-los contra o perigo da dependência. Mostrar ao jovem que a vida que possuímos é bela, maravilhosa, preciosa e misteriosa e que as drogas é uma agressão a vida não colabora para uma vida sóbria, livre e feliz.

Vamos ajudar nossos jovens, cobrando do governo uma educação pública de qualidade com a valorização profissional do professor, só assim poderemos formar cidadãos para resgatar a dignidade do ser humano, a felicidade de viver, a paz familiar e a soberania desse país.

A escassez de líderes no Brasil, devido à falta de investimentos nos jovens após os anos 80, ocasionou o enfraquecimento dos grêmios e diretórios nas unidades de ensino, mas a formação de líderes é preciso, visando os novos rumos para o Brasil.

A juventude anseia por uma palavra, por conhecimentos, incentivos e oportunidades. Vamos ajudar nossos jovens para salvar o Brasil com idéias, projetos e ATITUDES. Por esta razão faço um apelo à juventude seja a mudança, não vote nulo e nem branco. Como pré-candidato a Vereador, defenderei as seguintes propostas para os jovens: Educação e Cultura em primeiro lugar: Educação em tempo integral e a valorização do professor; Maior investimento na Cultura; Revitalização de diretórios e grêmios nas unidades de ensino; Ajudar a revitalizar os Movimentos do Escotismo e Bandeirantismo; Incentivar a criação de “Startups” como forma de promover inovação e desenvolvimento tecnológico nas Escolas Técnicas e Faculdades de Salvador; Esportes: Maior investimento no esporte amador e apoio a campeonatos entre Colégios e Bairros, visando uma maior interação e o desenvolvimento cultural, educacional e político do jovem.

O jovem quer segurança apoio moral e amor da família, considerando que educação, princípios e valores se iniciam em casa e na escola. É preciso que pais revejam conceitos, atitudes e comportamentos para com o filho e procurem repassar bons exemplos de princípios e de valores. Vamos ensinar ao filho em ser mais, em vez de querer ter mais? Família é o alicerce e educação é à base de tudo.

Educação não é despesa, é investimento. E tem que ser feita por qualquer gestor minimamente sério e minimamente inteligente. Povo educado país desenvolvido. O lugar de criança é na escola em tempo integral. Só podemos formar cidadão, ensinando as crianças desde as primeiras letras a serem cidadãos. “Se você acha que educação é cara, experimente a ignorância” Derek Bok.

Darcy Ribeiro escreveu: “Só nos resta a esperança de uma reversão radical, que devolva aos brasileiros a ousadia de tudo repensar para reinventar o Brasil que queremos.”

Alderico Sena – Bacharel em Teologia, Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas e Vice-Presidente Nacional do Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos do PDT – Partido Democrático Trabalhista. www.aldericosena.com

Arquivos Recentes