Quem quer respeito se respeita

27 Nov 2014

 

Publicado: www.noticialivre.com.br

 

  É inaceitável a manifestação preconceituosa e isolada do sudeste contra o nordeste. Será que toda esta raiva é por causada das nossas riquezas naturais, culturais e pelas dimensões geográficas concentradas nas Regiões Norte e Nordeste?

 

  Talvez pela ignorância cultural de determinados indivíduos do Sul e Sudeste que fingem desconhecer que foi com a cooperação dos nordestinos que alguns dos Estados dessas Regiões, conquistaram o crescimento econômico social. Quem se julga diferente, na verdade se expõe como despreparado e inculto, e nisso realmente reside à diferença, poderemos ser até menos favorecidos economicamente, pois se não temos a cultura de formação escolar, temos a cultura de formação na luta da vida, conquistada na experiência e na solidariedade que caracteriza nosso povo, enfrentando as intempéries do nosso meio ambiente, mas acima de tudo respeitando o próximo.

 

  O IBGE explica raiva de Sul e Sudeste contra o Nordeste: “A inversão do desenvolvimento no país se torna gritante na comparação entre o PIB industrial do Norte e do Sul do país. Enquanto o primeiro cresceu 1,9 pontos percentuais no período de 2001 a 2011, o Sul perdeu 2,1 pontos” avalia Eduardo Guimarães, do Blog da cidadania.

 

  A falta de união e de entendimento dos parlamentares e até de dirigentes de Instituições dos 16 (dezesseis) estados que representam o Norte e Nordeste tem levado estas Regiões a desvantagens de investimentos e a um caos social como o problema da seca que predomina há séculos no Nordeste.  Só poderemos superar os desafios e o sofrimento da população, quando Deputados Federais, Senadores e dirigentes de Instituições do Norte e Nordeste se unirem na defesa de objetivos comuns do povo, pelo povo e dos Municípios das Regiões.

 

  Propomos como alternativa para quebrar paradigma de domínio e controle do PODER E CAPITAL predominante pela oligarquia política do “Café com Leite” a criação da FRENPNOR – Frente Parlamentar do Norte e Nordeste e Fórum de dirigentes de Instituições com o objetivo de discutir, debater e combater os problemas comuns e as consequentes soluções, principalmente no que concerne à seca, divisão dos royalties, estiagem, saneamento básico, dentre outras questões graves que afligem estas regiões.

 

  A FRENPNOR/FÓRUM formada por 9 (nove) estados do Nordeste e 7 (sete) do Norte, num total de 16, teremos VOZ, VOTO E PESO na representação política para aprovação dos investimentos para o crescimento e o desenvolvimento do Norte e Nordeste.

 

  Aconselhamos aos políticos e dirigentes das Instituições do Norte e Nordeste que sigam os bons exemplos dos ilustres Celso Furtado e Rômulo Almeida, que tiveram visão de cenários para o futuro das Regiões, pois infelizmente estamos carentes de cabeças pensantes e líderes políticos.

 

  Se não houver mudança comportamental e de atitude dos Governadores, Prefeitos, Deputados Federais e Senadores do Norte e Nordeste dos 16 (dezesseis) estados, visando defender, discutir e debater os problemas econômico, social e político com certeza as Regiões serão respeitadas e não mais humilhadas e discriminadas.  

 

  Propomos também a criação da FRENGOVERNOR - Frente de Governadores do Norte e Nordeste para juntos defenderem maiores investimentos com ideias e projetos para as suas Regiões, junto ao Congresso Nacional e o Governo Federal.

 

   O ex-presidente americano Bill Clinton, disse em entrevista na Revista Veja edição 2314, março de 2013, “a cooperação vai triunfar sobre as rivalidades políticas, econômicas e étnicas na solução dos problemas globais. Em qualquer tempo e em qualquer país, a política é território dos que praticam a divisão, mas o futuro pertence aos que praticam a cooperação”.

 

   Senhores Governadores, Prefeitos e Parlamentares do Norte e Nordeste, eleitos em Outubro de 2014, poderemos sim combater o bom combate uma vez por toda contra a DISCRIMINAÇÃO DO NORTE E O NORDESTE, aplicando a palavra COOPERAR que, significa agir simultânea ou coletivamente com outros para um mesmo fim, ou seja, trabalhar em comum para o êxito de um mesmo propósito, em prol das Regiões Norte e Nordeste.  É a filosofia dos Três Mosqueteiros – “Um por todos, todos por um”.  

 

  Aconselhamos cada POLÍTICO e GOVERNANTE ver o Artigo 3º. da CONSTITUIÇÃO DA REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL e procurar governar e legislar em prol do povo, pelo povo e do Brasil. “constituem objetivos fundamentais da Republica Federativa do Brasil: I – construir uma sociedade livre, justa e solidária; II – garantir o desenvolvimento nacional; III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.

 

  Sociedade, Governadores, Políticos e Dirigentes de Instituições, QUEM QUER RESPEITO SE RESPEITAM. Precisamos criar um modelo de gestão publica, visando novos rumos para o Brasil. É HORA DE AÇÃO E NÃO DE OMISSÃO. QUERER É PODER!

 

Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas, Vice-presidente do PDT de Salvador, Presidente Estadual e Vice- presidente Nacional do MAPI – Movimento do Aposentado, Pensionista e Idoso do PDT- Partido Democrático Trabalhista – Fundadores: Leonel Brizola, Darcy Ribeiro, dentre outras lideranças políticas.

Please reload

Arquivos Recentes

January 21, 2020

Please reload