“A SOCIEDADE É CULPADA”

10 Mar 2014

“A SOCIEDADE É CULPADA”

Publicado:  10 Março 2014   Alderico Sena

 

  O Presidente do Tribunal Superior Eleitoral e Ministro do STF, Marco Aurélio Mello, foi muito  feliz em sua entrevista na Veja, edição 2360, “quando afirma que mais importante do que reclamar nas ruas da ineficácia dos governos é ir para a urna escolher bem os governantes.

  A sociedade não é vitima, é a culpada. Reclama do governo e se esquece de que quem colocou os políticos lá foi ela própria”.O perfil do político mudou e muito, dos anos 90 para cá. As manifestações comprovam a insatisfação da sociedade, considerando que toda e qualquer decisão é política. O local de consciência política para o exercício de cidadania é a urna. A CPI DO ELEITOR É O VOTO consciente para expurgar o péssimo político. O eleitor tem o dever moral de observar a história familiar, profissional e as propostas, para então decidir pelo votar no candidato que terá um mandato de 4 (quatro) representando a coisa publica. A sociedade pensa que o Prefeito, Governador e Presidente têm poder para deliberar sobre qualquer coisa, engana-se. Os Poderes são autônomos entre si, dentro do que estabelece a Constituição Federal, mas cada qual exerce sua atribuição. O de executar o Executivo, o de legislar o Legislativo e o de fazer cumprir as Leis o Judiciário. As pressões são muitas, em cima de um governante, no que concerne aos interesses político partidário para os investimentos nos municípios, estados e União, sem levar em consideração os interesses de grupos econômicos nacionais e internacionais.  É o povo que mantém a Nação, através de impostos, contribuições e taxas, recolhidas ao cofre púbico para o desenvolvimento do Brasil, como um todo. A sociedade deve se aproximar dos governantes que elegeu (Prefeito, Governador e Presidente) para que tenham força e moral para conduzir a coisa publica com autonomia, isenção, transparência, segurança e ética. Participar da coisa pública é um dever cívico e mais, é saber exercer um direito de cidadão. Escreveu Rui Barbosa “O cidadão que não conhece o seu direito, não tem o direito de lutar por eles”.Quando o eleitor deveria votar para expurgar os maus políticos, ele recua e vota em branco, nulo e abstém. É ai que o Renan Calheiros, Maluf, Sarney, Collor, Jader Barbalho e tantos outros que prestaram desserviço a Nação continuam sendo reeleitos e no poder ditando a vida de todos. Nas eleições de 2010 houve 30% de votos inválidos. A insatisfação esta evidenciada pelas manifestações nas ruas e indica que esse % vai ser maior nas eleições de 2014. Só que esta atitude do eleitor é equivocada e vai de encontro à luta que foi do povo em conquistar um direito de votar no “Movimento pelas Diretas Já”.O eleitor não pode deixar de exercer o seu direito de votar para passar cheque em branco ao corruptor e ao corrupto. O eleitor deve votar sim para que os maus políticos não continuem manipulando as pessoas menos esclarecidas, em face de omissão dos eleitores esclarecidos. Disse o Ministro Marco Aurélio Mello: “O local de protesto por excelência é a urna. eleitor precisa perceber que o voto dele tem um peso relativo, que é unitário, mas quando se soma a tantos outros resulta na escolha do representante que praticará atos que repercutirão na vida dele – tenha ele comparecido ou não no dia da eleição. Não é mediante a apatia nem o protesto extremado que chegaremos ao Brasil há dias melhores. Chegaremos com a participação de todos, escolhendo os melhores candidatos. Mais importante do que o “vem para rua”, que virou moda, é o “vem para a urna”. O protesto eficiente não se faz queimando lixeira, mas participando da vida pública”.A sociedade é culpada sim, quando não se organiza e não participa de ações que lhe diz respeito, pois assim assina cheque em branco para terceiro decidir por ela. Vejamos: Quem  participa de reuniões e Assembléias de Condomínio, Sindicato, Associação, Cooperativa, Consórcio, Movimento Partidário, Partido Político, Igreja, dentre outros? O aposentado, o negro, a mulher, o jovem, o trabalhador, o cooperado, enfim todo segmento da sociedade é cruel com ela mesma, fica aguardando o resultado para usufruir das benesses e ou ser humilhado e desrespeitado. É uma questão cultural. O problema não está no Brasil, está na atitude de cada cidadão, é uma questão moral e educacional. É só observar “O caso do Ator negro preso por crime que não cometeu mostra como o racismo ainda é latente no Brasil”. Onde anda a NIGRITUDE para exigir do CONGRESSO NACIONAL, considerar RACISMO como crime inafiançável? A violência, a corrupção e a impunidade no País, não é  culpa também da sociedade? Cadê a sociedade organizada para iniciar o “Movimento pela Reforma Política Já”, como a do “Movimento das Diretas Já” em 1984? O POVO TEM QUE IR PARA RUA E EXIGIR, A REFORMA POLÍTICA JÁ. DOA A QUEM DOER. Por isto que escrevo este artigo sob o titulo: A sociedade é culpada pelos desmandos praticados contra a coisa pública e o Brasil. É hora de ação e não de omissão. Em 2014, vote no SER e não no TER do candidato. 

 

 Alderico Sena – Bacharel em Teologia, Sociedade e Política e   Especialista em Gestão de Pessoas –aldericosena@hotmail.com


 

Please reload

Alderico Sena

Bahia Noticias - Publicado

Segunda , 18 de Abril de 2016 - 08:08


comentou em: Câmara aprova envio de processo de impeachment de Dilma ao Senado

 

Como cidadão brasileiro, cumpridor dos meus deveres cívicos para com o meu país, fosse bem representado por um Congresso Nacional composto de uma maioria de deputados federais livre e de bons costumes, concordaria com a votação da aprovação do afastamento da Presidente. Infelizmente política virou balcão de negócios. Os interesses pessoais e de grupos estão prevalecendo, em detrimento aos interesses coletivos e do Brasil. Precisamos pensar no destino do Brasil e das futuras gerações. Esperamos que o Senadores façam prevalecer a ética, isenção e a imparcialidade para a ORDEM E PROGRESSO DO BRASIL. De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa
Eleitor em outubro teremos eleição para vereador e Prefeito vamos avaliar o caráter e as referências dos candidatos para melhorar o perfil dos representantes da sociedade. É hora de ação e não de omissão! 

Arquivos Recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga minha Página abaixo: