O que falta é o povo amar ao próximo e ao Brasil

Hoje, está comprovado que sem educação, solidariedade, ideais e consciência política do povo, não conseguiremos transformar o destino e a inversão de valores predominante no ser humano. Precisamos focar no futuro da nova geração novo cenário para conquistar um Brasil melhor. Também entender que o crescimento social, econômico, cultural e político é a única ferramenta do eleitor saber votar com consciência política, observando o caráter, a história e a convicção do candidato representante do povo. Sem consciência política jamais conseguiremos construir um Brasil melhor para as futuras gerações, considerando que toda e qualquer mudança concernente à educação, saúde, segurança, boas estradas, transporte, habitação, saneamento básico, geração de emprego e melhor distribuição de renda, dentre outras ações, depende de decisão política, no entanto é necessário mudar o perfil dos políticos.

Outro aspecto muito importante é a participação do cidadão em partido político, primeiro deve ter conhecimento do Programa e do Estatuto Social do Partido para fazer a opção de filiação de forma consciente. A sociedade só pode fortalecer a democracia no Brasil com organização e com a participação na política. Disse BRECHT: “O pior analfabeto, é o analfabeto político, ele não sabe que o feijão, a farinha, o remédio, o transporte, a saúde, a educação, o aluguel, etc.”, tudo depende de decisão política.

As pessoas que ainda trabalham verdadeiramente para o povo e pelo povo estão cumprindo com as suas obrigações e missões com muitas dificuldades, considerando a carência de líderes no País, comprometidas com as questões sociais e culturais do povo, por este motivo convidamos pessoas honestas e solidarias que tenham prazer de servir ao próximo e não se servir do próximo para defender um maior investimento em educação pública de qualidade e a valorização do professor.

Quando a educação for prioridade com certeza a política do Ser vencerá a do Ter - raiz de todos os males contra os 200 milhões de brasileiros. Outra questão muito importante, o povo precisa colocar em pratica a seguinte frase: Não pergunte o que o Brasil pode fazer por você, pergunte o que você pode fazer pelo Brasil. Ayrton Senna ficará espiritualmente muito feliz, quando escreveu antes de morrer “EU AJUDO A CONSTRUIR UM BRASIL MELHOR”. A sociedade é cruel com ela mesma, considerando que a corrupção, a violência e a impunidade a maior icentivadora é a própria sociedade. Cidadão quer mudar as coisas no Brasil, seja exemplo e mude sua atitude e seu comportamento para com as pessoas e o governo. Lembrando que: “Meu direito termina, quando o seu começa”. Qual a moral que o cidadão tem de reclamar da atitude de um político se esse age igual ou pior contra a sociedade e o Brasil?

Uma atitude de consciência política do eleitor foi quando elegeu Luiz Inácio Lula da Silva para conduzir a Presidência da Republica Federativa do Brasil. A segunda atitude foi quando o eleitor também elegeu a revolucionária idealista Dilma Rousseff, exilada sem ter exercido um mandato legislativo para comandar o Brasil, principalmente tratando-se de uma Mulher. É uma prova de que: “TUDO VALE A PENA QUANDO A ALMA NÃO É PEQUENA”. Todas estas conquistas valeram altos custos para muitos companheiros que deram a vida para um Brasil melhor. Pessoas de menor poder aquisitivo passaram a ter oportunidade de estudar, adquirir carro, casa, celular, viajar de avião e tantas outras oportunidades que antes só usufruíam os abonados. Confesso que valeu a pena a luta de companheiros pela democracia nos anos 70/80. No entanto, é preciso que cada cidadão cumpra primeiro o seu dever cívico, ético e moral para depois exigir os seus direitos.

A única expectativa de resgatar valores na sociedade é a mudança de atitude e de comportamento por parte de cada cidadão e de governo, assim poderemos ter esperança de coibir a violência, a corrupção e a impunidade. É preciso também que o governo priorize em caráter de urgência as Reformas Política, Tributária, Previdenciária, Código Penal, dentre outras, para consolidar os Novos Rumos para o Brasil.

Cadê a Reforma Política que o País necessita? Qual a razão do PMDB não ter interesse pela aprovação de uma Reforma Política. Em 2014 a palavra de ordem é: educação e consciência política, ferramentas adequadas para a transformação moral da família, da sociedade, do estado e do Brasil.

Cidadão brasileiro reflita esta frase: “Não procure ter mais, procure ser sempre mais”, só assim os brasileiros poderão cooperar e construir um Brasil melhor para as futuras gerações. O representante da cidadania a escolha é do eleitor, nas próximas eleições pare, pense e vote consciente.O que falta é o povo amar ao próximo e ao Brasil. Querer é poder!

Alderico Sena – www.aldericosena.com - Bacharel Teologia, Sociedade e Política, e Especialista em Gestão de Pessoas

Arquivos Recentes